Os Serranos / Histórico

No ano de 1968, na cidade de Bom Jesus, serra do Rio Grande do Sul, surgiu uma dupla de gaiteiros com uma grande missão: levar a cultura gaúcha para muitos cantos do Brasil e exterior.  A formação original era composta por Edson Becker Dutra e Frutuoso Luis de Araújo.

Em 1969 a dupla gravou o seu primeiro álbum, um compacto duplo pela gravadora Copacabana. Seu padrinho e apoiador, Honeyde Bertussi.  Foi ele quem escreveu uma carta de recomendação à gravadora Copacabana de São Paulo e, com este apadrinhamento, OS SERRANOS conseguiram essa grande façanha, gravar seu primeiro disco.

Neste álbum constam o chote Minha Querência e a valsa Suspiro de uma Saudade, além de outras duas músicas, todas compostas pelos então meninos.

Em 1972, já como Conjunto Os Serranos, voltaram a São Paulo e, pela gravadora Califórnia, gravaram o primeiro LP - Nostalgia Gaúcha, com os sucessos Terol do Tio Domingos e Chimarreando. Nos anos seguintes gravaram nove LPs pela Chantecler, seguida pela RGE, Som Livre, ACIT e Galpão Crioulo Discos.

Nesses quase 50 anos de história, o Conjunto Os Serranos faz shows e bailes por muitos lugares do Brasil, pelos países do Mercosul e com duas turnês de grande sucesso nos USA.

Sua discografia é composta por 29 discos inéditos, sendo um dos conjuntos que mais vende discos no seu gênero no país. Entre suas conquistas estão três discos de ouro: "Isto é... Os Serranos", "Bandeira dos Fortes" e "Os Serranos Interpretam Sucessos Gaúchos". Em 2009 foram indicados ao Grammy Latino, na categoria de melhor álbum de música de Raízes Brasileiras – com o CD - Os Serranos - 40 anos - Sempre Gaúchos! Em 2013 foram indicados novamente ao Grammy Latino na categoria de melhor álbum de música de raízes Brasileiras - pelo CD - Os Serranos Interpretam Sucessos Gaúchos Vol. 3.

Tem 2 DVDs – OS SERRANOS ao vivo na EXPOINTER e OS SERRANOS 40 ANOS, SEMPRE GAÚCHOS!

Receberam, ao longo da carreira, inúmeras condecorações e premiações, tanto de órgãos públicos como de entidades privadas.